top of page

WHO liga a crise de saúde mundial com alterações climáticas e está a desenvolver medidas globais

Mas não só o aparecimento de novas doenças graves e mais pandemias poderão surgir no futuro próximo se não se colocar em ação a prevenção para resolver este problema de carácter urgente, em todo o mundo.


Coisas bem simples e essenciais à vida humana estão comprometidas atualmente.


Estamos a falar de altos níveis de poluição do ar, do excesso de plásticos nos oceanos, a ingestão de alimentos com gorduras trans ou possuindo agrotóxicos e outros 'venenos' na sua composição, que ingerimos diariamente e que provocam não só o aumento de peso, mas também vários tipos de cancro, entre mais enfermidades que começaram a evidenciar-se na sociedade e que se estão a tornar nas maiores causas de morte a nível mundial.


Alimentos que não são saudáveis, nem seguros, e, que estão nas prateleiras das lojas, supermercados e hipermercados, à venda livremente, sem qualquer indicação dos estragos que podem provocar à saúde.


A WHO quando confrontada por Belisa Godinho Diretora de Informação & Jornalista Internacional do W Magazine explicou os passos que estão a ser dados para o alerta global.


As especialistas Dr. Sylvie Briand Diretora da WHO na área de Prevenção de Pandemias e Epidemias e Dr. Maria Purificacíon Neira em Poluição deram mais detalhes sobre o assunto...


Quer ler mais?

Inscreva-se em wmagazine.pt para continuar lendo esse post exclusivo.

Posts recentes

Ver tudo

Comments

Couldn’t Load Comments
It looks like there was a technical problem. Try reconnecting or refreshing the page.
bottom of page